24
11 / 2017
0 Novos artigos

ONG vai levar ao MP denúncias de maus-tratos contra animais durante feriadão

Social

Tamanho

Por Sophia Portes / Redação ANDA (Agência de Notícias de Direitos Animais)

Fonte: Reprodução/G1

Quatro casos de maus-tratos contra animais foram registrados pela ONG Educação e Legislação Animal (Elan) durante o feriado prolongado em Sergipe. De acordo com Nazaré Moraes, presidente da instituição, as agressões foram comunicadas à polícia por meio e boletim de ocorrência.

Na cidade de Lagarto, uma mula, a fêmea do cruzamento entre um jumento e uma égua, foi ferida no sábado (15) por um homem com um pedaço de madeira.

Fonte: Reprodução/G1

O criminoso disse aos agentes policiais que teria ficado nervoso porque o animal teria supostamente dado um coice em seu filho de três anos. “Estava cuidando da ração do animal, quando precisou sair e ao regressar percebeu que seu filho de três anos de idade tinha sido atingido com um coice, mas não ficou lesionado. Que, alega ter ficado nervoso com o ocorrido e com isso pegou uma tora de madeira e desferiu um golpe no pescoço do animal e em seguida outro na cabeça, vindo o animal cair com a pancada”, relata o boletim de ocorrência.

De acordo com o agressor, as imagens foram gravadas por sua irmã que divulgou posteriormente nas redes sociais. Nazaré Moraes contou que o animal foi entregue aos cuidados de uma ONG na cidade de Estância. “Essa mula vai passar por exames para confirmar se é realmente o animal agredido. Nós estamos com dúvidas se é o mesmo animal, então é preciso examinar”, disse a presidente da Elan.

Outra agressão foi registrada em Itabaianinha, sul de Sergipe, na última sexta-feira (14), quando um filhote de jumento foi espancado por um homem. Francisco Gerlandio, delegado da cidade, contou que o animal foi resgatado por um veterinário e passa bem. Ele disse ainda que o caso está sob investigação.

A presidente da instituição de proteção aos animais denuncia também outro caso, no qual um homem esfaqueou um cão no município de Nossa Senhora do Socorro. O animal foi resgatado pela ONG e um boletim de ocorrência foi feito contra o criminoso. Na cidade de Estância, mais uma denúncia. Segundo Nazaré, a prefeitura estaria apreendendo animais abandonados e negligenciando seus cuidados, os deixando sem água e comida.

A Prefeitura da cidade conta que recebe animais de diversos outros municípios e não possui estrutura adequada para suportar a demanda. Ainda de acordo com a prefeitura, três animais morreram no local, mas não por conta de falta d’água e comida, mas porque foram encontrados muito debilitados.

Fonte: Reprodução/G1

Nazaré conta que a condição do local é precária e nada muda há anos. “Fui lá ano passado, através de um pedido do Ministério Público Estadual, ainda na administração anterior. Um relatório foi feito através de um veterinário, mas nada mudou”, explica.

Um reunião será feita nesta quarta-feira (19) com representantes da Prefeitura de Estância, da Polícia Rodoviária Federal e Ministério Público Estadual para tentar resolver a questão.

A ONG Elan vai levar todas as denúncias ao Ministério Público do Estado.

Comments

comments

da ANDA

Se você está buscando um novo emprego, selecione abaixo:

Cadastre seu currículo agora   Envie seu currículo para dezenas de empresas

Revise seu currículo com um especialista   Consultoria gratuita para obter um emprego

Comece já a receber nossa revista gratuita. Direto em seu correio as principais notícias da cidade.

Patrocinadores