26
03 / 2017
51 Novos artigos

Fluxo na BR-163 é restabelecido no sistema “pare e siga”

Especiais

Tamanho

O tráfego na BR-163/PA está liberado no sistema "pare e siga", alternando o fluxo de veículos por sentido, sendo liberado um sentido enquanto o outro permanece interditado.

"O sistema 'pare e siga' gera uma pequena retenção, mas o importante é que os caminhões não ficam mais parados, não há mais aqueles grandes engarrafamentos ", afirmou o diretor geral do DNIT, Valter Casimiro.

Na tarde deste sábado (4), o tráfego de carretas fluiu no sentido Sul. As carretas que trafegam no sentido Norte, em direção a Miritituba, serão liberadas durante a noite.

Pela manhã, o tráfego chegou a ser interrompido nos dois sentidos, durante a ocorrência das chuvas, para a realização de serviços nos pontos que necessitaram de intervenção após a passagem das carretas carregadas. Depois das chuvas, as carretas foram liberadas no sentido Sul.

O tráfego neste trecho da BR-163/PA vai prosseguir no sistema Pare – Siga, sob a coordenação da Polícia Rodoviária Federal e Exército.

Comitê gestor

O Comitê Gestor local, que foi criado pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, começou a atuar na área mais danificada, localizada entre as comunidades de Santa Luzia e Bela Vista do Caracol. Fazem parte dele técnicos dos ministérios dos Transportes (DNIT), Agricultura, Justiça (PRF), Defesa, Integração Nacional e Casa Civil.

O objetivo do comitê é zerar a fila de caminhões parados por meio de uma liberação escalonada e garantir a trafegabilidade dos últimos trechos não pavimentados da BR-163. O comitê montou uma operação logística que combina atendimento aos caminhoneiros, com distribuição de cestas básicas e água, e a retomada da trafegabilidade da pista.

O diretor geral do DNIT informou que entre as ações previstas estão também a mobilização dos equipamentos para manutenção dos trechos, entre os quais estão duas retroescavadeiras, um trator de esteira, quatro caminhões basculantes de grande porte e outros oito veículos.

Trechos em obras

A BR-163/PA, que vai da divisa com o Mato Grosso até o município de Santarém (PA), tem quatro trechos que ainda precisam ser pavimentados: de Vila Isol até Novo Progresso; Santa Júlia a Moraes Almeida; Campo Verde a Rurópolis; e de Vila Planalto até Miritituba. O último, que passa por Miritituba, é considerado o mais crítico. Por ele passam cerca de 95% da carga que sai de Mato Grosso em direção ao Pará.

Valter Casimiro disse que o governo federal já garantiu recursos para a pavimentação de 100 quilômetros destes trechos até o ano que vem. A meta é asfaltar 60 quilômetros em 2017 e outros 40 no ano que vem. Asfaltados estes 100 quilômetros, só restarão 90 para o asfaltamento total no Pará, que já tem 756,6 km de estrada pavimentada.

 

Fonte: Portal Brasil, com informações do Ministério dos Transportes

Se você está buscando um novo emprego, selecione abaixo:

Cadastre seu currículo agora   Envie seu currículo para dezenas de empresas

Revise seu currículo com um especialista   Consultoria gratuita para obter um emprego

Comece já a receber nossa revista gratuita. Direto em seu correio as principais notícias da cidade.

Patrocinadores